By continuing to use the site you agree to our privacy and cookie policy.

OK

Inspeção para usinagem de melhores fundidos e forjados

Chão de fábrica de fundidos e forjados

 

Desafios: Como fabricantes podem garantir que fundidos e forjados brutos tenham material suficiente para serem usinadas?

A indústria de transformação enfrenta muitos desafios na usinagem de fundidos e forjados brutos. Por exemplo, peças que não apresentam material suficiente para usinagem geralmente produzem fundidos e forjados que não atendem aos requisitos dos clientes. Isso resulta no envio de peças não conformes para os clientes, o que pode ter graves consequências e resultar em problemas financeiros e legais. Para se proteger, clientes exigem relatórios de inspeção de qualidade para cada peça. A realização de inspeções dimensionais permite que a peça bruta na máquina seja alinhada e orientada para garantir material suficiente para a operação de usinagem.

Como é possível identificar fundidos e forjados brutos com possíveis problemas que podem não apresentar material suficiente para o processo de usinagem?

A indústria de transformação reconhece os benefícios das inspeções intermediárias — antes e depois da usinagem — para identificar fundidos e forjados que apresentam possíveis problemas. Inspeções de pré-usinagem podem medir dimensões e validar se a quantidade de material é suficiente em superfícies específicas. Já as inspeções pós-usinagem fornecem uma visão geral de toda a fundição e forjamento, além de inspecionar toda a superfície. O objetivo, é claro, é produzir peças que atendam às tolerâncias exigidas.

Como perfis inteiros de superfície — e não apenas pontos discretos — podem ser verificados para garantir que as peças se ajustem às tolerâncias exigidas?

As inspeções de fundidos e forjados requerem a aquisição de dimensões em peças de várias formas e complexidades, possivelmente executadas em qualquer tipo de ambiente. A tecnologia óptica permite que operadores controlem mais fundidos e forjados com mais informações e sem preparação da superfície. A digitalização 3D fornece, de fato, uma visão geral da peça inspecionada e não apenas pontos discretos, ao contrário dos equipamentos de apalpação. Ao analisar os perfis de superfície, os escâneres 3D podem validar se o material é suficiente ou não para prosseguir com a usinagem.

Como o tempo de inspeção pode ser encurtado e os custos de produção associados às não conformidades, reduzidos?

A digitalização 3D permite que operadores avaliem medições dimensionais e identifiquem facilmente as peças que não atendem às tolerâncias necessárias. Por isso, podem marcar as peças brutas como aprovadas ou reprovadas antes de investir mais tempo e dinheiro nelas. Tais validações são rápidas e economizam tempo e dinheiro, porque a produção de fundidos e forjados não conformes é drasticamente reduzida, muitas vezes até mesmo completamente evitada.

Soluções: Ferramentas 3D portáteis, simples, rápidas e versáteis para inspeções

Com a metrologia óptica, a indústria de transformação obtém um instrumento portátil, fácil de usar, rápido e eficiente para medir, inspecionar e validar fundidos e forjados brutos antes e depois da usinagem.

Portátil, porque a ferramenta de medição pode ser levada diretamente para as peças no chão de fábrica no ambiente de produção. Graças aos escâneres 3D portáteis, não há mais necessidade de levar fundidos e forjados à máquina de medição de coordenadas (CMM). Economiza um tempo precioso, permitindo mais inspeções.

Fácil de usar, porque os escâneres 3D portáteis oferecem um recurso digital simples, o Go-No Go. Dessa forma, fundidos e forjados que não possuem material suficiente antes da usinagem podem ser facilmente identificados, bem como aquelas que não atendem às tolerâncias necessárias após a usinagem. Assim, os inspetores obtêm o feedback necessário para marcar as peças como aprovadas ou reprovadas antes de investir mais nelas.

Rápido, porque a tecnologia óptica reduz o tempo de inspeção. Devido à malha instantânea, inspetores podem verificar a aquisição da superfície através da tela do laptop ou do tablet. Por isso, a validação da variação dimensional é muito mais rápida do que com os instrumentos de medição tradicionais, o que contribui para liberar um tempo precioso da CMM, resolvendo problemas de gargalo e, eventualmente, evitando a compra de uma segunda CMM.

Versátil, porque os escâneres 3D podem não apenas realizar a aquisição de qualquer peça diretamente na fundição, mas também nas instalações do cliente, na área de produção ou no local do fornecedor. Além disso, podem medir uma variedade de peças, independentemente do tamanho, forma, acabamento de superfície, geometria e complexidade, sem preparação da superfície.

Benefícios: Melhor qualidade em menos tempo e a custos mais baixos com escâneres 3D

Na indústria de transformação, o uso da metrologia óptica pode ajudar a reduzir os custos associados às sucatas, a fim de produzir peças de melhor qualidade e, ao mesmo tempo, minimizar o tempo de inspeção.

  • Peças de melhor qualidade
    Ao realizar inspeções intermediárias — antes e depois da usinagem — fundidos e forjados que apresentem problemas em potencial, como material insuficiente em áreas críticas e não-conformidades com o arquivo CAD, são claramente identificadas. Isso resulta em peças de melhor qualidade que atendem às especificações do cliente e estão dentro das tolerâncias necessárias.
  • Custos de produção reduzidos
    Ao inspecionar fundidos e forjados com um escâner 3D portátil antes e depois da usinagem, a indústria de transformação pode identificar rapidamente aqueles que não possuem material suficiente, limitando o custo associado a sua produção, porque essas peças podem ser redirecionadas e retrabalhadas antes que outros investimentos sejam feitos nelas.
  • Tempo de inspeção reduzido
    Com uma taxa de aquisição de 1/2 milhão de pontos por segundo, 100% das superfícies podem ser inspecionadas em poucos segundos. Além disso, a peça não precisa mais ser movida para o laboratório de metrologia para inspeção. Por isso, inspeções feitas com escâneres 3D portáteis significam a possibilidade de inspecionar mais peças com mais rapidez e mais dados, liberando a CMM para poder ser usada para tarefas mais críticas e valiosas, como inspeções finais.

 

Graças aos instrumentos de metrologia óptica, é possível produzir fundidos e forjados brutos com material suficiente para o processo de usinagem, para que as peças finais atendam aos padrões de inspeção.

Em resumo, os escâneres 3D fornecem à indústria de transformação mais informações e permitem que os inspetores meçam mais fundidos e forjados com mais rapidez. Assim, um tempo precioso da CMM pode ser economizado e dedicado aos relatórios finais, exigidos pelos clientes. A digitalização 3D ajuda a aliviar a carga das CMMs tradicionais, resolver problemas de gargalo e evitar a aquisição cara de uma segunda CMM. Os escâneres 3D não apenas ajudam a liberar o tempo da CMM, valioso para os fabricantes, mas também são endossados ​​para minimizar o tempo de inspeção e os custos de produção associados às peças rejeitadas, resultando em peças de melhor qualidade.

Aplicações semelhantes

Como fabricantes de peças automotivas podem melhorar a produtividade, executar mais inspeções com mais rapidez e mais informações

Na indústria automotiva, as peças que compõem uma carroceria completa são fabricadas por estampagem de chapas metálicas.

Construção e Teste de Motocicletas Esportivas de Rua e Offroad de Alto Desempenho

A construção de motocicletas de alto desempenho requer peças aprovadas para corridas, controladas por tecnologias de última geração que permitam aos motociclistas desfrutar de uma experiência emocionante.

Precisa de mais informações sobre nossas soluções?

Você tem uma dúvida específica. Você precisa de conselho de um especialista. Estamos aqui para guiar você.